Rama Global http://www.ramaglobal.com.br Fri, 15 Dec 2017 18:47:42 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.8.6 123550731 FSC promove um webinar sobre a norma revisada de Cadeia de Custódia http://www.ramaglobal.com.br/1289/fsc-promove-um-webinar-sobre-norma-revisada-de-cadeia-de-custodia/ http://www.ramaglobal.com.br/1289/fsc-promove-um-webinar-sobre-norma-revisada-de-cadeia-de-custodia/#respond Wed, 15 Mar 2017 13:20:26 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=1289   Afim de esclarecer dúvidas e também informar as mudanças da norma revisada de cadeia de custódia FSC®, o FSC Internacional, FSC Brasil e FSC Portugal, promovem um webinar em português no dia 20 de março às 9h00. Todos os detentores de certificados de cadeia de custódia, membros, certificadoras e partes interessadas podem participar deste webinar. Se houver interesse, é possível se inscrever neste link. Além disso, todos os detentores de FSC de cadeia de custódia serão avaliados, de acordo com a nova norma, até dia 31 de março de 2018.  

The post FSC promove um webinar sobre a norma revisada de Cadeia de Custódia appeared first on Rama Global.

]]>
 

Afim de esclarecer dúvidas e também informar as mudanças da norma revisada de cadeia de custódia FSC®, o FSC Internacional, FSC Brasil e FSC Portugal, promovem um webinar em português no dia 20 de março às 9h00.

Todos os detentores de certificados de cadeia de custódia, membros, certificadoras e partes interessadas podem participar deste webinar. Se houver interesse, é possível se inscrever neste link.

Além disso, todos os detentores de FSC de cadeia de custódia serão avaliados, de acordo com a nova norma, até dia 31 de março de 2018.

 

 

Fonte: FSC Brasil

The post FSC promove um webinar sobre a norma revisada de Cadeia de Custódia appeared first on Rama Global.

]]>
http://www.ramaglobal.com.br/1289/fsc-promove-um-webinar-sobre-norma-revisada-de-cadeia-de-custodia/feed/ 0 1289
Norma revisada da Cadeia de Custódia FSC passa a valer a partir de 1º de abril http://www.ramaglobal.com.br/1277/norma-revisada-fsc-std-40-004/ http://www.ramaglobal.com.br/1277/norma-revisada-fsc-std-40-004/#respond Fri, 10 Mar 2017 21:08:21 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=1277   A norma revisada da Cadeia de Custódia FSC® (FSC-STD-40-004 V3-0),  passa a ser vigente no dia 1º de abril de 2017. A norma é aplicável às organizações que produzem e comercializam produtos certificados FSC. As empresas que ainda não possuem a certificação, devem seguir a norma revisada, já as que possuem a certificação FSC, necessitam se adequar à nova norma, bem como passar por auditoria neste novo padrão até a dia 31 de março de 2018. De acordo com informações do FSC Brasil, as principais mudanças no conteúdo da nova norma

The post Norma revisada da Cadeia de Custódia FSC passa a valer a partir de 1º de abril appeared first on Rama Global.

]]>
 

A norma revisada da Cadeia de Custódia FSC® (FSC-STD-40-004 V3-0),  passa a ser vigente no dia 1º de abril de 2017. A norma é aplicável às organizações que produzem e comercializam produtos certificados FSC.

As empresas que ainda não possuem a certificação, devem seguir a norma revisada, já as que possuem a certificação FSC, necessitam se adequar à nova norma, bem como passar por auditoria neste novo padrão até a dia 31 de março de 2018.

De acordo com informações do FSC Brasil, as principais mudanças no conteúdo da nova norma são: novos requisitos para transações, aplicação dos sistemas de porcentagem e crédito, requisitos para grupos de produtos e entre outras alterações.

Você pode ler a norma revisada em português na íntegra, aqui. Quaisquer informações adicionais, dúvidas ou sugestões, deixe um comentário ou entre em contato conosco.

 

Foto: Divulgação FSC Brasil

The post Norma revisada da Cadeia de Custódia FSC passa a valer a partir de 1º de abril appeared first on Rama Global.

]]>
http://www.ramaglobal.com.br/1277/norma-revisada-fsc-std-40-004/feed/ 0 1277
Saiba como surgiu o FSC http://www.ramaglobal.com.br/392/saiba-como-surgiu-o-fsc/ Thu, 02 Mar 2017 11:00:41 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=392 O FSC foi criado como resposta a uma preocupação internacional com o destino das florestas mundiais no início da década de 90. Já naquela época os desmatamentos na Amazônia e em outras florestas tropicais atraíam a atenção da mídia internacional. Consumidores da Europa e América do Norte decidiram iniciar então um boicote à madeira oriunda de florestas tropicais. Entretanto, a tática não teve o resultado esperado já que estimulava uma desvalorização ainda maior da floresta. Tornou-se evidente que a solução não seria banir o uso da madeira tropical, mas garantir que sua

The post Saiba como surgiu o FSC appeared first on Rama Global.

]]>

O FSC foi criado como resposta a uma preocupação internacional com o destino das florestas mundiais no início da década de 90. Já naquela época os desmatamentos na Amazônia e em outras florestas tropicais atraíam a atenção da mídia internacional.

Consumidores da Europa e América do Norte decidiram iniciar então um boicote à madeira oriunda de florestas tropicais. Entretanto, a tática não teve o resultado esperado já que estimulava uma desvalorização ainda maior da floresta. Tornou-se evidente que a solução não seria banir o uso da madeira tropical, mas garantir que sua extração fosse realizada de forma a minimizar os impactos ao meio ambiente.

O conceito da certificação surgiu então como uma forma de controle das práticas produtivas florestais por meio da valorização, no mercado, dos produtos originados de manejo responsável das florestas.

Um grupo formado por empresas e organizações sociais e ambientais do mundo todo iniciou as negociações para a criação de uma entidade independente que estabelecesse princípios universais para garantir o bom manejo florestal. Após um longo processo de consulta internacional, incluindo discussões durante a Rio-92, o FSC foi oficialmente fundado em 1993, no Canadá.

Desde então, o FSC se tornou o sistema de certificação florestal de maior credibilidade internacional e o único que incorpora de forma igualitária os interesses de grupos sociais, ambientais e econômicos.

 O FSC no Brasil

No Brasil, a discussão sobre o FSC se iniciou em 1996 como um grupo de trabalho criado para discutir a adaptação do padrão internacional à realidade do país. Em 2001 foi constituída a organização não-governamental Conselho Brasileiro de Manejo Florestal, reconhecida oficialmente como iniciativa nacional do FSC no ano seguinte.

Desde então, o FSC Brasil vem atuando em três frentes principais: desenvolvimento dos padrões locais, promoção e divulgação da certificação florestal tanto na cadeia produtiva quanto entre os consumidores finais, e a realização de atividades relacionadas ao manejo e certificação florestal, como cursos de capacitação e seminários.

Junto com outras 45 iniciativas nacionais distribuídas em todo o mundo, o FSC Brasil tem trabalhado para promover cada vez mais o manejo responsável de nossas florestas, conciliando conservação da natureza, benefícios sociais e viabilidade econômica.

(Fonte: FSC Brasil)

The post Saiba como surgiu o FSC appeared first on Rama Global.

]]>
392
Conhecendo o PPRA e o PCMSO http://www.ramaglobal.com.br/1210/conhecendo-o-ppra-e-o-pcmso/ http://www.ramaglobal.com.br/1210/conhecendo-o-ppra-e-o-pcmso/#respond Mon, 03 Aug 2015 10:31:12 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=1210 No Brasil, a legislação em vigor exige que todos os empregadores e instituições que admitem colaboradores como empregados elaborem e implementem o PPRA e o PCMSO, independentemente do número de funcionários e do ramo de atividade. As empresas que não cumprirem as exigências destas normas estarão sujeitas a penalidades que variam de multas à interdição do estabelecimento. O PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional e o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais são programas estabelecidos pelas NR-7 e NR-9, respectivamente, que visam garantir a preservação da saúde

The post Conhecendo o PPRA e o PCMSO appeared first on Rama Global.

]]>

No Brasil, a legislação em vigor exige que todos os empregadores e instituições que admitem colaboradores como empregados elaborem e implementem o PPRA e o PCMSO, independentemente do número de funcionários e do ramo de atividade.

As empresas que não cumprirem as exigências destas normas estarão sujeitas a penalidades que variam de multas à interdição do estabelecimento.

O PCMSO – Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional e o PPRA – Programa de Prevenção de Riscos Ambientais são programas estabelecidos pelas NR-7 e NR-9, respectivamente, que visam garantir a preservação da saúde e integridade dos trabalhadores, frente aos riscos dos ambientes de trabalho.

O PPRA é elaborado por Engenheiro do Trabalho ou Técnico de Segurança do Trabalho e visa à preservação da saúde e integridade física dos trabalhadores controlando as ocorrências de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho.

Para efeito do PPRA, os riscos ambientais são os agentes físicos, químicos e biológicos existentes nos ambientes de trabalho que, em função de sua natureza, concentração, intensidade e tempo de exposição, são capazes de causar danos à saúde dos trabalhadores.

Reconhecidos os riscos ambientais do trabalho no PPRA, passa-se à elaboração do PCMSO, que é elaborado por médico do Trabalho e está voltado para o controle da saúde física e mental do trabalhador, em função de suas atividades. No PCMSO serão estipuladas as medias de prevenção, rastreamento e diagnóstico precoce dos agravos à saúde relacionados ao trabalho e a obrigatoriedade da realização de exames médicos admissionais, de mudança de função e de retorno ao trabalho, estabelecendo, ainda, a obrigatoriedade de um exame médico periódico.

Além dos objetivos específicos de cada programa, podemos dizer que o objetivo comum de ambos os programas é criar mentalidade preventiva em trabalhadores e empregadores.

A elaboração e implementação do PCMSO e do PPRA apresenta os seguintes benefícios:

  • Melhor qualidade de vida para o trabalhador a partir de um local de trabalhado mais propício para desenvolver suas atividades;
  • Empregador devidamente documentado, evitando, assim, implicações legais que podem acarretar consideráveis ônus.

The post Conhecendo o PPRA e o PCMSO appeared first on Rama Global.

]]>
http://www.ramaglobal.com.br/1210/conhecendo-o-ppra-e-o-pcmso/feed/ 0 1210
5 passos para a obtenção do selo FSC http://www.ramaglobal.com.br/466/5-passos-para-a-obtencao-do-selo-fsc/ Thu, 12 Jan 2012 20:03:59 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=466 Para que uma empresa possa receber a certificação FSC®, vários requisitos precisam ser observados. Elaboramos aqui uma relação de 5 passos primordiais que devem ser seguidos: 1. Possuir Fornecedores Certificados Para a certificação de cadeia de custódia, é imprescindível que a empresa possua fornecedores de matéria-prima certificada. Se inicialmente a operação não possui um fornecedor certificado pelo FSC, ela poderá indicar em seu processo de certificação quais são os potenciais fornecedores certificados, lembrando que a permissão para a utilização da marca do FSC, contudo, somente será possível após a evidência de aquisição

The post 5 passos para a obtenção do selo FSC appeared first on Rama Global.

]]>

Para que uma empresa possa receber a certificação FSC®, vários requisitos precisam ser observados. Elaboramos aqui uma relação de 5 passos primordiais que devem ser seguidos:

1. Possuir Fornecedores Certificados

Para a certificação de cadeia de custódia, é imprescindível que a empresa possua fornecedores de matéria-prima certificada. Se inicialmente a operação não possui um fornecedor certificado pelo FSC, ela poderá indicar em seu processo de certificação quais são os potenciais fornecedores certificados, lembrando que a permissão para a utilização da marca do FSC, contudo, somente será possível após a evidência de aquisição de materiais certificados. Outro ponto importante a destacar é que as normas do FSC não proíbem uma empresa certificada de continuar trabalhando com fornecedores não-certificados. É necessário, entretanto, que o sistema de gestão da cadeia de custódia esteja bem estruturado para identificar e fazer a separação entre processos certificados e processos não-certificados.

2. Implementar um sistema de gestão da Cadeia de Custódia FSC

A empresa candidata à certificação deverá se preparar para a certificação, adequando ou implementando um sistema de controle eficiente que garanta o cumprimento de todos os requisitos aplicáveis das normas do FSC para cadeia de custódia. É necessário definir os procedimentos para o controle e gestão do sistema de cadeia de custódia da organização, garantindo que os mesmos são adotados por todos os envolvidos no processo. Além disso, a empresa precisa desenvolver uma metodologia para rastrear todo o volume de material envolvido na produção certificada, demonstrando controles em relação à matéria-prima obtida, processos produtivos e produtos acabados.

3. Estabelecer e implementar um plano de treinamento

A organização precisará desenvolver um plano de treinamento cobrindo todos os requisitos normativos aplicáveis, e implementá-lo no que diz respeito ao treinamento efetivo dos colaboradores envolvidos em cada etapa do processo de cadeia de custódia.

4. Passar por auditoria de certificação

Após implementar o sistema de gestão da cadeia de custódia FSC conforme as normas aplicáveis, o empreendimento já estará apto a passar pela auditoria de certificação, que será realizada por uma entidade certificadora credenciada pelo FSC. O contato das certificadoras credenciadas no FSC Brasil pode ser acessado neste link.

No contato inicial com a certificadora, a organização deverá preencher alguns formulários contendo informações sobre a sua atividade e sobre o seu sistema de gestão da cadeia de custódia, além de assinar a proposta de certificação para que seja feito o agendamento da auditoria.

5. Aguardar a emissão do certificado

Após ser aprovada em auditoria, o próximo passo é aguardar a emissão do certificado e do código de licença para que possa utilizar o selo FSC e vender produtos como sendo certificados pelo FSC. Este prazo varia conforme a certificadora, e pode levar aproximadamente de 10 a 60 dias para ser emitido. Ao receber o número da certificação, a empresa conclui a etapa de obtenção da certificação FSC, e inicia uma nova etapa: a manutenção de sua certificação.

 

A Rama Global acompanha seus clientes em todas as etapas do processo de obtenção e manutenção da certificação FSC, de forma prática, rápida e eficiente.

The post 5 passos para a obtenção do selo FSC appeared first on Rama Global.

]]>
466
FSC Marketplace: uma nova ferramenta para alavancar negócios http://www.ramaglobal.com.br/449/fsc-marketplace/ Wed, 11 Jan 2012 18:42:00 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=449 O FSC Brasil está fazendo uma campanha para as empresas certificadas se cadastrarem no FSC Marketplace. Trata-se de uma importante ferramenta criada pelo FSC Internacional, com o intuito de fornecer informações sobre produtos e materiais certificados FSC, e assim promover novas oportunidades de negócios ao redor do mundo. 10 Vantagens de cadastrar sua empresa no FSC Marketplace: É grátis É fácil Ajuda você a anunciar seus produtos FSC Ajuda os compradores a encontrar sua empresa Promove novas oportunidades de negócios Fornece informações sobre milhares de diferentes produtos e materiais certificados pelo FSC no

The post FSC Marketplace: uma nova ferramenta para alavancar negócios appeared first on Rama Global.

]]>

O FSC Brasil está fazendo uma campanha para as empresas certificadas se cadastrarem no FSC Marketplace. Trata-se de uma importante ferramenta criada pelo FSC Internacional, com o intuito de fornecer informações sobre produtos e materiais certificados FSC, e assim promover novas oportunidades de negócios ao redor do mundo.

10 Vantagens de cadastrar sua empresa no FSC Marketplace:
  1. É grátis
  2. É fácil
  3. Ajuda você a anunciar seus produtos FSC
  4. Ajuda os compradores a encontrar sua empresa
  5. Promove novas oportunidades de negócios
  6. Fornece informações sobre milhares de diferentes produtos e materiais certificados pelo FSC no mundo todo
  7. Agrega valor à sua certificação FSC
  8. Permite que sua empresa torne-se visível aos parceiros que estão à procura de fornecedores de materiais e produtos certificados pelo FSC
  9. Possibilita que você acompanhe os resultados, rastreando quantas vezes o seu perfil foi visto
  10. Você passa a fazer parte de um mercado global com credibilidade e visibilidade máxima
Como Participar

O lançamento dessa plataforma está previsto para fevereiro de 2012 e os interessados podem se inscrever até o dia 31 de janeiro.
O FSC Brasil preparou este Guia Passo a Passo para que você possa fazer o seu cadastro.
Os clientes da Rama Global que tiverem dúvida no preenchimento poderão entrar em contato conosco pelo telefone (41) 3289-5213.

Participe! Você só tem a ganhar com essa iniciativa!

The post FSC Marketplace: uma nova ferramenta para alavancar negócios appeared first on Rama Global.

]]>
449
Certificação valoriza obra em 20% http://www.ramaglobal.com.br/406/certificacao-valoriza-obra-em-20-por-cent/ Mon, 26 Sep 2011 09:46:46 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=406 Pelo significativo consumo de água, energia, madeira e matéria-prima de origem mineral, o setor da construção civil é alvo da procura por selos verdes, agregando tecnologias para evitar o desperdício de recursos naturais e o descarte de resíduos. Obras que seguem princípios ambientais atestados pelo selo custam 5% mais caro. Mas, além da redução de custos após a construção, a valorização do empreendimento para revenda é de até 20%, de acordo com dados do sistema de certificação Leed, existente em 127 países. Entre centenas de obras em processo de certificação no país,

The post Certificação valoriza obra em 20% appeared first on Rama Global.

]]>

Certificação valoriza obra em 20%

Pelo significativo consumo de água, energia, madeira e matéria-prima de origem mineral, o setor da construção civil é alvo da procura por selos verdes, agregando tecnologias para evitar o desperdício de recursos naturais e o descarte de resíduos. Obras que seguem princípios ambientais atestados pelo selo custam 5% mais caro. Mas, além da redução de custos após a construção, a valorização do empreendimento para revenda é de até 20%, de acordo com dados do sistema de certificação Leed, existente em 127 países. Entre centenas de obras em processo de certificação no país, estão cinco dos 12 estádios de futebol que terão jogos da Copa do Mundo de 2014.

O setor de construção é um dos maiores consumidores de insumos extraídos tanto de florestas plantadas como das áreas naturais. No entanto, menos de 5% da produção madeireira nativa é certificada, conforme dados do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon). Mais de 40% têm origem ilegal.

Como há esquemas para fraudar o sistema de controle e a documentação, mesmo a madeira considerada legal não tem garantias quanto à extração sem práticas predatórias. “O gargalo para a expansão da certificação está na distância entre produtores e compradores”, atesta Leonardo Sobral, do Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora).

Segundo ele, o selo confere à madeira um sobrepreço entre 7% e 15%. “Enquanto os compradores alegam que falta produto certificado para atender a demanda, os produtores dizem que o problema está no desinteresse pelo produto mais caro”, explica Sobral. Praticamente toda produção certificada é destinada à exportação. “Com o dólar em queda, a tendência é o produtor olhar para o mercado interno como estratégico”, avalia. (S.A)

(Fonte: Valor Econômico)

The post Certificação valoriza obra em 20% appeared first on Rama Global.

]]>
406
Pequeno produtor entra na busca pelo selo verde http://www.ramaglobal.com.br/411/pequeno-produtor-entra-na-busca-pelo-selo-verde/ Sat, 24 Sep 2011 16:14:35 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=411   Aumenta o número de pequenos e médios produtores que investem em reflorestamento e se submetem a rígidos critérios ambientais e sociais para ter o selo verde e se diferenciar. A tendência é puxada por multinacionais, que aumentam as exigências sobre a origem da matéria-prima junto à cadeia de suprimento. No Brasil, há 6,5 milhões de hectares de plantios florestais, principalmente com eucalipto, quase o dobro da área do Estado do Rio de Janeiro. Do total, 57% têm certificação socioambiental, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (Abraf). O destaque

The post Pequeno produtor entra na busca pelo selo verde appeared first on Rama Global.

]]>

 Pequeno produtor entra na busca pelo selo verde

Aumenta o número de pequenos e médios produtores que investem em reflorestamento e se submetem a rígidos critérios ambientais e sociais para ter o selo verde e se diferenciar. A tendência é puxada por multinacionais, que aumentam as exigências sobre a origem da matéria-prima junto à cadeia de suprimento. No Brasil, há 6,5 milhões de hectares de plantios florestais, principalmente com eucalipto, quase o dobro da área do Estado do Rio de Janeiro. Do total, 57% têm certificação socioambiental, segundo a Associação Brasileira de Produtores de Florestas Plantadas (Abraf).

O destaque está no setor de celulose e papel, no qual um terço da produção é abastecida por madeira de produtores independentes com garantia de compra e assistência técnica pelas indústrias. Dos 2,2 milhões de hectares de florestas mantidas pelo setor, 77% têm certificação, segundo a Associação Brasileira de Celulose e Papel.

Na pressão por produtos com menor impacto ambiental e social, é crescente a busca pelos selos, envolvendo áreas de plantio e produção fabril. Das caixas de pizza e outras embalagens aos impressos bancários, livros e compensados para a construção civil, o Brasil deverá atingir até o fim do ano a marca de 800 produtos de origem florestal certificados, segundo projeção do Forest Stewardship Council (FSC), duas vezes e meia a mais do que em 2009. “O crescimento é impulsionado mais pelas políticas corporativas de compra do que pela consciência do consumidor”, explica Fabíola Zerbini, secretária-executiva do FSC Brasil.

Multinacionais impõem metas de produção sustentável. A Unilever atingiu no Brasil o objetivo global, fixado para 2015, de ter 75% do papel e papelão das embalagens com selo verde. A Tetra Pak emprega matéria-prima com práticas socioambientais em todas as caixas de suco, leite e outros alimentos comercializados no mercado interno, índice superior ao alcançado no resto do mundo.

“Mesmo empresas que não usam insumo florestal buscam parcerias para difundir o selo e as práticas ambientais a ele atreladas”, afirma Fabíola, citando a AkzoNobel, detentora da marca de tintas Coral. A empresa produz verniz para madeira e iniciou um trabalho com o FSC para promover políticas para a compra de materiais com origem sustentável, aumentando a escala da certificação.

Na agricultura, o selo expande-se na produção de café, principalmente para exportação. Cerca de 10% dos cafezais da principal região produtora brasileira, o Cerrado mineiro, têm o emblema Rainforest Alliance Certified, exigido por grandes compradores europeus, americanos e japoneses.

A expectativa é expandir as práticas ambientais e sociais na produção de cacau, que atinge o melhor preço dos últimos 30 anos. Além da certificação de fazendas no Sul da Bahia, a estratégia é promover mudanças junto a pequenos produtores, como acontece em São Felix do Xingu, no Pará, que tem um dos maiores índices de desmatamento da Amazônia. O Imaflora conduz um projeto para o cultivo do cacau com práticas ambientais reunindo 40 associados à Cooperativa Alternativa dos Pequenos Produtores Rurais e Urbanos. Em Gandu, na Bahia, 83 produtores da cooperativa são capacitados para proteger os recursos hídricos e melhorar a condição de segurança dos trabalhadores.

(Fonte: Valor Econômico)

The post Pequeno produtor entra na busca pelo selo verde appeared first on Rama Global.

]]>
411
Seja consciente: Dê preferência a produtos com o selo FSC http://www.ramaglobal.com.br/395/de-preferencia-a-produtos-com-o-selo-fsc/ Mon, 05 Sep 2011 08:34:32 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=395 Você não precisa ser um ativista radical para demonstrar seu compromisso com o meio ambiente – o sistema FSC demonstra que podemos contribuir até mesmo a partir de nossas compras do dia-a-dia. Cada ato de consumo tem impactos, positivos ou negativos. Através de nossas decisões de compra, podemos tanto estimular práticas insustentáveis e ilegais, como também valorizar e encorajar atividades que trazem benefícios para o meio ambiente e a sociedade. Ao comprar produtos de origem madeireira, é muito importante saber se os mesmos foram obtidos a partir de fontes responsáveis. É aí

The post Seja consciente: Dê preferência a produtos com o selo FSC appeared first on Rama Global.

]]>
Seja consciente: Dê preferência a produtos com o selo FSC

Você não precisa ser um ativista radical para demonstrar seu compromisso com o meio ambiente – o sistema FSC demonstra que podemos contribuir até mesmo a partir de nossas compras do dia-a-dia. Cada ato de consumo tem impactos, positivos ou negativos. Através de nossas decisões de compra, podemos tanto estimular práticas insustentáveis e ilegais, como também valorizar e encorajar atividades que trazem benefícios para o meio ambiente e a sociedade.

Ao comprar produtos de origem madeireira, é muito importante saber se os mesmos foram obtidos a partir de fontes responsáveis. É aí que entra a certificação do FSC para auxiliar o consumidor a ter esta garantia. Ao preferir um produto com o selo FSC, você valoriza a empresa comprometida com o meio ambiente e como o bem-estar da sociedade, estimulando outras a seguir pelo mesmo caminho.

 

Confira as 5 razões para escolher o selo FSC:

  • Você não contribui para aumentar o desmatamento da Amazônia
  • Você valoriza produtos cuja matéria-prima foi extraída de maneira responsável
  • Você faz parte de um movimento de consumo consciente
  • Você ajuda a reduzir a emissão de CO2, gás causador do efeito estufa
  • Você contribui para assegurar os direitos dos trabalhadores e de populações tradicionais que vivem na floresta

No final das contas, o poder de influenciar o mercado e induzir o comportamento das empresas está nas suas mãos. Por isto, em suas próximas compras, informe-se sobre a origem da matéria-prima utilizada na fabricação dos produtos. Procure e prefira produtos com o selo FSC. Se comprar direto do fabricante, solicite que o mesmo informe na nota fiscal o número de seu certificado FSC. Agindo assim, você estará dando uma contribuição importantíssima para a o meio ambiente e também valorizando as empresas com boas práticas socio-ambientais.

 

The post Seja consciente: Dê preferência a produtos com o selo FSC appeared first on Rama Global.

]]>
395
O que muda com a versão 2-1 da norma FSC-STD-40-004 http://www.ramaglobal.com.br/325/o-que-muda-com-a-versao-2-1-da-norma-fsc-std-40-004/ Mon, 08 Aug 2011 13:39:22 +0000 http://www.ramaglobal.com.br/?p=325 A FSC-STD-40-004 é a norma que estabelece os requisitos para todos os empreendimentos que desejam obter a certificação de cadeia de custódia FSC. A nova edição desta norma (a versão 2-1) trouxe exigências importantes que deverão ser seguidas por todas as empresas certificadas. Tal edição entra em vigor a partir de 01 de outubro de 2011, o que significa que todos os empreendimentos que buscarem a certificação a partir desta data serão auditados com base nessa nova versão. Quanto aos empreendimentos que já haviam obtido a certificação em data anterior a 01

The post O que muda com a versão 2-1 da norma FSC-STD-40-004 appeared first on Rama Global.

]]>

A FSC-STD-40-004 é a norma que estabelece os requisitos para todos os empreendimentos que desejam obter a certificação de cadeia de custódia FSC. A nova edição desta norma (a versão 2-1) trouxe exigências importantes que deverão ser seguidas por todas as empresas certificadas. Tal edição entra em vigor a partir de 01 de outubro de 2011, o que significa que todos os empreendimentos que buscarem a certificação a partir desta data serão auditados com base nessa nova versão.

Quanto aos empreendimentos que já haviam obtido a certificação em data anterior a 01 de outubro de 2011, os mesmos têm até 01 de outubro de 2012 para se adequarem à versão 2-1. Veja a seguir as principais alterações:

Compromisso com os valores do FSC (cláusula 1.5)

A organização deverá declarar que não está direta ou indiretamente envolvido nas seguintes atividades:

a) Corte de madeira ilegal ou comércio ilegal de produtos florestais ou madeireiros;

b) Violação de direitos tradicionais e humanos em operações florestais;

c) Destruição de atributos de alto valor para conservação em operações florestais;

d) Conversão significativa de florestas em plantações ou uso não florestal;

e) Introdução de organismos genéticamente modificados em operações florestais;

f) Violação de qualquer uma das Convenções da OIT (ILO Core Conventions) conforme definido

na Declaração da OIT sobre Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho, 1998.

 

Saúde e Segurança Ocupacional (cláusula 1.6)

A organização deverá demonstrar seu compromisso com saúde e segurança ocupacional.

Para atender a este requisito, as empresas podem demonstrar sua conformidade através da implementação das seguintes medidas nos locais abrangidos pelo certificado FSC:

  1. nomeação de um representante para a saúde e segurança ocupacionais,
  2. procedimentos adotados pela rganização para a segurança ocupacional;
  3. treinamento do pessoal em temas de segurança.

 

Como será feita a avaliação desses novos requisitos?

Empresas certificadas FSC e demais interessados podem consultar o documento FSC-PRO-20-001 V1-0, cujo objetivo é justamente fornecer os procedimentos que devem ser seguidos pelas entidades certificadoras para avaliar esses dois novos requisitos.

O processo de implementação está dividido em duas fases: em primeiro lugar, as empresas certificadas deverão assinar uma declaração afirmando seu compromisso com valores FSC e demonstrar a implementação de elementos relacionados a Segurança e Saúde Ocupacional. Portanto, neste primeiro momento, os auditores dos organismos de certificação não vão olhar para evidências adicionais para apoiar a conformidade da organização com os valores do FSC e com os requisitos de saúde e segurança ocupacional, a não ser que testemunharem evidências objetivas de não-conformidade ao percorrer as instalações da empresa durante a auditoria.

Num segundo momento, o FSC continuará a desenvolver requisitos auditáveis com base nos exemplos de indicadores listados no Anexo A do documento FSC-PRO-20-001 V1-0 e com base na experiência adquirida e nas respostas recebidas das partes interessadas ao longo deste processo.

Para dúvidas e orientações referentes à correta adequação desses e demais requisitos normativos em sua empresa, contate-nos e saiba como a Rama Global Consultoria pode ajudar o seu negócio.

The post O que muda com a versão 2-1 da norma FSC-STD-40-004 appeared first on Rama Global.

]]>
325